O estou

O estou é um projeto da Associação sem fins lucrativos Semeiabraços, que nasce do repto lançado por um grupo de médicos, preocupados e comovidos com os seus doentes e que tem como objetivo o combate ao isolamento social dos doentes internados.

Os vínculos afetivos, a voz que não se ouve, o sorriso que não se vê, a palavra que não se diz, são o que de mais duro enfrentam os doentes, os idosos e os seus familiares durante os períodos de internamento e isolamento.

A falta de contacto, a impossibilidade de partilha de ansiedades, medos ou vivências, contribui para um estado anímico pouco promissor. Não se trata de uma inevitabilidade, com recurso à tecnologia, podemos facilitar esses contactos, podemos manter esses vínculos e com isso, dar um contributo valioso para vencer este imenso desafio.

Com o recurso a tablets dotados de um software muito simples, os doentes, com apenas dois clicks, poderão fazer uma videochamada, e para além da voz, também o olhar se associará à comunicação, possibilitando que a linguagem não verbal chegue ao que as palavras não dizem. O dispositivo usará um software específico, cedido ao estou, que possibilita reduzir as barreiras para os doentes menos familiarizados com as novas tecnologias e aceder ao essencial, combater o isolamento dos doentes internados, ouvir e ver os seus entes queridos.

O que nos diferencia das diferentes soluções já encontradas pelos serviços?
Enquanto que a grande maioria das soluções encontradas pelos serviços do SNS implicam a partilha de equipamentos entre os doentes com os desafios de prevenção de infecção cruzada e de gestão de agendamentos com os familiares que daí advêm) o estou tem acesso a um software específico para para ser usado por doentes menos habituados às novas tecnologias e fica na unidade do doente durante todo o internamento, permitindo contactos entre doente e família mais frequentes, mais prolongados e sem intervenção dos profissionais de saúde. Os tablets são entregues bloqueados ao uso de outras aplicações para que não se desvirtue a intenção original do projecto com outros propósitos.

Quem somos e o que nos motiva

Ao conhecer o projeto espanhol “Acortando la distancia”, que combate o isolamento dos doentes internados, um grupo de médicos tomou a iniciativa.

Falaram com a Luísa Machado, profissional de saúde ligada às novas tecnologias, que em face da pertinência e da importância de o replicar em Portugal, assumiu o compromisso.

Desafiou a Cândida Santos, reconhecida profissional na área de Recursos Humanos e Liderança, que por sua vez desafiou o André Jacques, pelo muito que sabe de Marketing e Comunicação. E assim o sonho da Luísa passou a ser o nosso sonho.

Estamos juntos pelo entusiasmo de termos entre mãos e com a ajuda de todos, a possibilidade de fazer a diferença, de um só modo, unindo esforços.


O nosso propósito é possibilitar a comunicação entre doentes internados em unidades hospitalares com os seus familiares, para com isso:

  COMBATER O ISOLAMENTO, promovendo o contacto dos doentes com as suas pessoas significativas;

  PROMOVER A COMUNICAÇÃO EM VIDEOCONFERÊNCIA, permitindo uma conexão mais rica, com recurso à linguagem não verbal;

  BAIXAR OS NÍVEIS DE ANSIEDADE dos doentes e seus familiares;

  FACILITAR À FAMÍLIA E PROFISSIONAIS DE SAÚDE o apoio emocional aos doentes internados, bem como, a obtenção de informações.


Equipa de Coordenação


  Luísa Machado
Linkedin
Tlm: +351 916 501 000
Email: luisa.machado@estou.org

  Candida Santos
Linkedin
Tlm: +351 916 182 530
Email: candida.santos@estou.org

Equipa Alargada

Ana Silva
António Cambeiro
Catarina Alves
Eduardo Granja
Filipe Secca
Filipe Silva
Francisco Rebelo
Helena Ribeiro
João Silva
Jorge Leão
Luis Cardia
Mariana Guimarães
Marisa Mota
Marta Almeida
Pedro Roque
Ricardo Teixeira Pinto
Sérgio Fernandes
Tiago Carvalho
Victor Santos

Parceiros que dizem estou!